Ações digitais para seu site gerar resultados

Meu site ficou pronto. Isso basta?

Não espere que resultados cheguem até você só pelo fato de ter feito um site ou comércio eletrônico. Para resultados efetivos, é necessário fazer a divulgação, se envolver com seu público, promover seu negócio, atrair os clientes e fidelizar aqueles que já conhecem sua marca.

Confira algumas ações digitais para o site gerar resultados:

 

1. Planejamento

Comece pelo planejamento, ele é fundamental entre as ações digitais para se ter bons resultados. É preciso coletar toda informação possível sobre o negócio, produto ou serviço, entender quais são as necessidades, os objetivos, como se comporta o público consumidor, como está a presença de seu negócio na internet e estudar a concorrência. Essas informações darão embasamento ao seu planejamento, à definição das soluções, estratégias e táticas da ação a ser realizada.

Trace objetivos claros e metas alcançáveis. Defina planos estratégicos específicos para atender seus objetivos, defina o orçamento e distribua um percentual para cada objetivo traçado. Se o desejo é que sua marca seja lembrada, defina objetivos de marca. Se deseja aumentar as vendas, defina objetivos de vendas, produtos, serviços e outros.

Voz da marca: Toda equipe envolvida com a criação dos anúncios, títulos, links, descrições de páginas, publicações, atendimento e comentários precisa saber o propósito da marca e o tom com que deve se comunicar. Deixe isso claro em sua comunicação, anúncios e mensagens. Personifique e dê voz à sua marca, esta é uma das mais importantes ações digitais para se obter resultado.

Planejamento - Ações digitais para o site gerar resultado
O planejamento é fundamental para se obter bons resultados.

 

2. Conheça o seu público

Identifique seu público-alvo, saiba do que ele gosta, o que sente e os seus problemas. Crie personas (personagens fictícios criados para representar os diferentes tipos de pessoas que compõem seu público-alvo) para organizá-lo, e direcione as ações para elas.

Ao conhecer o seu público, você vai identificar, também, os canais (blogs, sites, buscadores, redes sociais, etc) que estão presentes no dia a dia dele.

Faça também uma pesquisa da concorrência. Descubra quem são as autoridades, referências e os melhores do mercado. Use redes sociais, veja o que os consumidores comentam, entenda não somente quem eles são, mas as “dores” que sentem. Identifique os pontos semelhantes de seu público e atribua à(s) persona(s).

 

3. Produza conteúdos que atendam a toda jornada de compra

Crie conteúdo relevante às suas personas. Lembre-se de que pessoas são previsíveis, todos nós temos problemas, dúvidas, desejos, necessidades e, como o consumidor é previsível, mesmo que ele não esteja fazendo uma pesquisa focada na compra, é preciso estar presente e explorar os micromomentos em que ele pesquisa e que muito possivelmente terminarão na aquisição de um produto ou serviço. Nesse momento, pode existir alguém pesquisando no Google sobre um problema e que não faz a mínima ideia de que o seu produto é a solução. Um artigo em seu blog ou um vídeo no youtube podem explicar isso a esse alguém e a muitos outros possíveis clientes que têm o mesmo problema.

Se sua marca estiver presente em todas essas etapas da jornada de compra, é bem provável que sua taxa de conversão seja acima da média, por isso, lembre-se de que não basta investir somente nas ações para vender. Invista também em sua marca e no relacionamento com seus clientes.

 

4. Tenha um blog e crie conteúdo relevante

O site irá limitar o acesso somente a consumidores que fazem buscas direcionadas e já sabem que seu produto ou serviço resolverá o problema deles, desta forma, tenha um blog também. O Blog, provavelmente, será o responsável por grande parte das visitas que chegarem ao seu site, por isso, crie conteúdo para demonstrar autoridade e conhecimento sobre os assuntos abordados em seu negócio e manter-se presente em todos os micromomentos na vida de seu consumidor.

 

5. Buscadores

Este é um canal de extrema importância e recomendo fortemente que ele esteja presente em suas ações digitais, principalmente o Google. Explore tanto buscas orgânicas (gratuito) quanto ações de Links Patrocinados, que atenderão as necessidades de curto prazo. O conteúdo produzido em seu blog consequentemente resultará na indexação orgânica e suprirá os resultados a longo prazo. Com a combinação dos dois (links patrocinados e links orgânicos), você vai longe.

 

Conteúdos relacionados:

 

6. Mídia social

Na maioria dos casos, as redes sociais devem ser exploradas para o social, o atendimento e o relacionamento da marca. Entre as ações digitais, pense que o papel da rede social em sua estratégia de divulgação deve ser o de despertar o interesse de seus usuários e levá-los para seu blog ou site onde o processo terá continuidade. Um erro comum é o conteúdo nas redes sociais direcionar a divulgação apenas para ações com objetivo de performance. Vê-se muitas publicações focadas na venda e pouco conteúdo voltado para resolver problemas e dúvidas de suas personas.

redes sociais- ações digitais para o site gerar resultado
As redes sociais devem ser exploradas para o social, o atendimento e o relacionamento da marca.

 

7. Referências

Tráfego de referência é o tráfego gerado a partir de outros sites e blogs que mencionam sua marca e seu link, direcionando usuários e potenciais clientes para seu site. Além de aumentar a audiência, ele vai influenciar as indexações e seu posicionamento orgânico nos buscadores.

Direcione uma parte de sua estratégia em esforços de prospecção de parcerias em sites, blogs e perfis de autoridade. Garanto que isso vai valer a pena.

 

8. E-mail

Entre as ações digitais, o e-mail dá muito resultado quando bem feito. Não compre listas de e-mails, construa sua própria lista e segmente-a de acordo com seus objetivos, por ex.: Clientes ativos, inativos e potenciais (leads, pessoas que já fizeram um contato, mas ainda não se tornaram clientes).

Se você não tem uma lista de e-mails de seus contatos, comece a organizar uma ainda hoje e mantenha um relacionamento com eles.

 

9. Retargeting

Retargeting ou remarketing (remarketing é o nome da ferramenta de retargeting do Google), são os famosos anúncios que “seguem” você, depois de ter pesquisado e visitado alguma página da web. Seu objetivo é impactar mais de uma vez a mesma pessoa. Pode dar muito resultado, mas também pode “queimar” sua verba quando feito fora de contexto, ou irritar seu cliente se a frequência da impressão dos anúncios for exagerada. Devem ser específicos para cada tipo de público, por exemplo: crie anúncios de desconto para clientes que adicionaram o produto no carrinho mas não concluíram a compra; crie anúncios de produtos complementares para clientes que já compraram, entre outros.

Não há limites para a criação de públicos.

Cuidado ao escolher canais antes de definir seu plano de ação. Não vá para a rede social da moda, só pelo motivo de seu concorrente lá estar. Um dos erros mais comuns de uma ação de divulgação online é pensar no canal antes de definir seu conteúdo, objetivos, metas de campanha e seu público-alvo.

Mensure as ações de marketing e continue otimizando, é um ciclo contínuo e necessário para você obter mais sucesso com seu negócio no ambiente digital.

Ficou com alguma dúvida sobre o que você deve fazer para seu site gerar resultados, por favor, coloque-a nos comentários!

Postado por Gustavo Matarazo

Estrategista de Marketing digital focado em resultados. É formado em Comunicação e Pós-graduado em Marketing Digital e negócios interativos. É diretor na Making TI e Web desde 2001, onde acumula cases para empresas dos mercados BtoB e BtoC.

Scroll to Top

© 2020 Making TI e Web. Todos os Direitos Reservados.


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/makingnet/public_html/wp-includes/functions.php on line 3783