A mudança de hábitos do consumidor na quarentena impacta nas buscas do Google

Recentemente o Google publicou em seu blog, que as pesquisas feitas no buscador demonstram claramente uma brusca mudança de hábitos das pessoas e, se você tem um negócio ou simplesmente curiosidade sobre o assunto, recomendo que dê muita atenção ao comportamento do consumidor nesse cenário da Covid-19.

 

Transformação digital: realidade para os Imigrantes Digitais

Os Imigrantes Digitais são pessoas que nasceram antes da popularidade da internet, e que contam com dificuldade de entender todo o mundo digital, com a grande quantidade de inovações tecnológicas, diferentemente dos Nativos Digitais, grupo que já nasceu com o digital presente em seu dia a dia.

 

Segundo o IBGE, 100 milhões de brasileiros economicamente ativos são imigrantes digitais, sendo maioria da população.

 

A maturidade no digital está sendo colocada “goela abaixo” (no bom sentido), dos imigrantes digitais (pessoas e corporações). Aqueles que não sabem nada, ou quase nada do digital e estavam “levando”; estão se vendo numa situação de mudança obrigatória.

Para muitos imigrantes digitais, estar presente no digital era necessidade clara para o futuro próximo, mas com o cenário de distanciamento social, o futuro se tornou presente. A Pandemia acelerou a transformação digital e ela se tornou obrigatória para qualquer negócio.

 

Inclusão digital

Pesquisas por “como fazer um e-mail” nunca tiveram volume tão grande como em março, abril e maio deste ano. Além disso, a busca no Google por “como fazer compras online” cresceu 198% em março, no Brasil e demonstra claramente a obrigatoriedade da transformação digital para pessoas e negócios.

 

Ficar em casa por muito tempo muda nossos hábitos

É óbvio que as necessidades básicas das pessoas continuam as mesmas, mas a maneira como elas estão satisfazendo-as mudou muito, por exemplo, a procura por missas e cultos religiosos aumentou consideravelmente. As pessoas sempre foram às missas e tal necessidade continua existindo, mas o formato de consumo das celebrações religiosas mudou com a quarentena.

Desde 2004, nunca havia um registro tão grande no volume de buscas por “missa no youtube” quanto o registrado em abril de 2020 no Google Trends.

O distanciamento social mudou diversos hábitos de consumo.

 

“Como consertar” – em alta

Com muito tempo em casa, sempre sobra um tempinho pra colocar antigas pendências em dia. Logo, a busca no Google por “como consertar”, nunca foi tão pesquisada no Brasil, desde o ano de 2004:

 

“Como fazer uma live” – em alta

Segundo o Google Trends, pesquisas no Google, no Brasil, pelo termo “como fazer uma live” tiveram seu maior volume dos últimos 5 anos, na semana entre 5 e 11 de abril. Dentre as 25 maiores consultas em ascensão, relacionadas a “como fazer uma live”, a pesquisa: “como fazer uma live no Instagram” teve um aumento de 1.750%.

 

“Como fazer” – em alta

Também de acordo com o Google Trends, no Brasil, nos últimos 5 anos, buscas por “como fazer” tiveram seu maior volume de buscas registrado em abril e maio de 2020. Algumas consultas relacionadas a este termo tiveram crescimento muito alto, são elas:

  • “como fazer slime”: mais de 4.550% de crescimento
  • “jejum intermitente como fazer”: mais de 4.200% de crescimento
  • “como fazer máscara de tecido”: mais de 3.250%
  • “como fazer álcool gel”: mais de 1.900%
  • “como fazer almôndegas”: mais de 700%
  • “como fazer convite virtual”: mais de 700%

 

“Videoconferência” e “Aula online” – em alta

Com o distanciamento social o aumento nas pesquisas por “Videoconferência” e “Aula online” já era previsto e os gráficos do Google Trends demonstram exatamente recordes de buscas por tais termos:

 

Plataformas de trabalho remoto – em alta

Buscas relacionadas, aos respectivos aplicativos para videoconferência, também aumentaram muito. Segundo o Google Trends, o interesse pela empresa:

  • “ZOOM”

teve seu maior volume de buscas registrado em março, abril e maio de 2020 desde janeiro de 2004. Além do ZOOM, o interesse por outras plataformas de trabalho remoto seguiram a mesma tendência. Buscas pelos termos:

  • “Microsoft Teams”
  • “Google Hangouts”
  • “Google Meeting”

tiveram seu maior volume de buscas registrado em março, abril e maio de 2020 desde janeiro de 2004.

 

“Cadeiras de escritório” e “Webcam” – em alta

A busca no Google por termos relacionados a escritórios e computadores aumentaram muito durante a pandemia e, de acordo com dados do Google Trends, organizados pelo Jornal Nexo, alguns desses itens tiveram aumento expressivo em seus volumes de buscas, por exemplo, o volume de buscas por “cadeiras de escritório” e “webcam” aumentaram em mais de 50% em relação à média do ano.

“Trabalhar em casa” – em alta

O termo “trabalhar em casa” nunca foi tão buscado ultimamente. Nos últimos 5 anos, tivemos o recorde no volume de pesquisas por essa palavra-chave no Brasil na semana entre 22 e 28 de março, segundo dados do Google Trends.

 

“Reunião” – em alta

Por mais que nos leve a pensar que as buscas por “reunião” tenham caído, devido ao distanciamento social, o volume de buscas por esta palavra-chave em março, abril e maio, foi o maior já registrado desde janeiro de 2004.

 

“Jogos online” – em baixa

Engana-se quem pensa que “Jogos online” teve aumento. O volume de buscas desde 2004, no Brasil, que teve seu pico registrado em janeiro de 2010, atualmente está em baixa:

 

Delivery – em alta

O volume de buscas no Google por “delivery” nunca esteve tão alto quanto nos últimos 3 meses, desde o ano de 2004.

Vale salientar que consultas relacionadas (a delivery), abrangem os mais diversos segmentos de negócios, não apenas fast-foods.

Dentre as 25 maiores consultas em ascensão, relacionadas a Delivery, no Google, no Brasil estão:

  • Oba Hortfruti delivery
  • Natural da terra delivery
  • O boticário delivery
  • Camarões delivery
  • Ovo de páscoa delivery
  • Kalunga delivery
  • Supermercados delivery

 

Os hábitos mudam só agora ou daqui pra frente?

As mudanças impactaram significativamente as pessoas e consequentemente os negócios, e o processo acelerou muito.

O que antes era um caminho a ser percorrido para o futuro, se tornou presente e a mudança é essencial para que os negócios sobrevivam. Todos estamos aprendendo, experienciando e construindo as melhores práticas, não só durante a pandemia, mas estamos nos preparando para quando tudo isso passar. Quanto mais atenção dermos às mudanças nos hábitos dos consumidores mais condições teremos de entregar aquilo que eles desejam.

 

Como fica o Marketing Digital diante deste cenário?

Primeiro, entendamos que a maioria dos utilizadores desse ambiente digital são os chamados “imigrantes digitais” e eles precisam de ajuda, principalmente neste momento, desta forma, entregue aquilo que ele precisa.  Coronavírus e Marketing Digital: 9 dicas estratégicas para marketing e vendas

A outra questão é que você não deve deixar de investir em marketing, é provável que você tenha que rever sua estratégia de divulgação e considere a realocação da verba de investimento em mídia. É comprovado por pesquisas que empresas que mantêm ou aumentam os investimentos em marketing durante “tempos difíceis”, se saem melhor durante e após as crises.

Na pesquisa do International Journal of Business and Social Science, feita em 2015, sobre o marketing durante e após o período de recessão, alguns negócios viram a recessão como oportunidade de investir e fortalecer seus negócios, estabelecendo vantagens sobre as organizações mais fracas. Outros reduziram seus gastos com marketing e aguardaram a recessão passar. O resultado segue num trecho abaixo, traduzido:

 

“Durante a recuperação, as empresas que reduziram seus investimentos em marketing durante a crise econômica tiveram queda de 0,8%, as empresas que mantiveram seus investimentos em marketing tiveram aumento de 0,6% no lucro, enquanto as empresas que aumentaram seus investimentos com marketing, durante a recessão, tiveram aumento médio de 4,3% no lucro. A mesma tendência foi observada na participação de mercado nos dois primeiros anos de recuperação.”

Leituras recomendadas:

 

Como você está lidando com os novos hábitos dos consumidores?

Como você está enfrentando a crise nesse momento? O que tem feito ou o que alterou em suas estratégias a fim de continuar atendendo o seu consumidor e sair ainda mais forte dessa crise? O que deu certo e o que deu errado pra você? Comente, por favor!

 

Postado por Gustavo Matarazo

Estrategista de Marketing digital focado em resultados. É formado em Comunicação e Pós-graduado em Marketing Digital e negócios interativos. É diretor na Making TI e Web desde 2001, onde acumula cases para empresas dos mercados BtoB e BtoC.

Scroll to Top

© 2020 Making TI e Web. Todos os Direitos Reservados.


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/makingnet/public_html/wp-includes/functions.php on line 3783